Após recuperar 3 caminhões, DIG investiga esquema de roubo de combustível em Ribeirão Preto

12/07/2018
Fonte: Globo.com
Jornal da EPTV 1ª Edição
Quadrilha fez dois motoristas reféns em posto na Rodovia Anhanguera e levou R$ 130 mil em etanol. Homem foi preso no bairro Marincek por suspeita de receptação e adulteração.
Polícia Civil investiga uma quadrilha especializada em roubo de combustível na região de Ribeirão Preto (SP). Um homem foi preso nesta terça-feira (10) em um galpão onde estavam três caminhões roubados no último final de semana. Parte da carga de etanol de um deles, avaliada em R$ 130 mil, já havia sido desviada.
“A pessoa responsável pela oficina não soube explicar quem deixou os caminhões lá, apresentou uma história de que deixou a chave da oficina com essa pessoa e não sabia dizer nem o primeiro nome dela. Então, ele foi preso em flagrante por crime de receptação”, disse o delegado Alexandre Daur, chefe da investigação.
Um representante da transportadora proprietária dos veículos, que tem sede em Recife (PE), esteve no galpão e contou que dois funcionários foram rendidos por homens armados, na noite de domingo (8), no momento em que deixavam o restaurante de um posto de combustível na Rodovia Anhanguera (SP-330).
“O pessoal estava no pátio do posto há uma semana, esperando espaço da companhia para que o carregamento fosse efetuado. No domingo, eles estavam na churrascaria e, ao sair, foram abordados. Eles foram levados como reféns e liberados por volta de 1h30 de segunda-feira (9), próximo a Serrana (SP)”, disse o homem, que prefere não ser identificado.
Após a comunicação do crime, a Delegacia de Investigações Gerais (DIG) passou a rastrear os veículos, que foram achados em uma oficina no bairro Antônio Marincek. O tanque de um deles já havia sido descarregado parcialmente.
Um terceiro caminhão roubado em São Sebastião do Paraíso (MG) também foi recuperado no local e, segundo o delegado, teve as placas estavam adulteradas. Um homem que disse ser filho do dono da oficina foi preso e é investigado por suspeita de adulterar combustível.
“O que nos chamou a atenção é que os caminhões estavam bem no meio da oficina. Então, uma pessoa que ele nem conhece praticamente inutilizar a oficina, deixando dois bitrens na cobertura, nos chamou a atenção e mostra que ele não está colaborando com a verdade”, disse.
Segurança
Após o crime, caminhoneiros que têm o hábito de dormir em postos de combustível às margens da Rodovia Anhanguera contaram que estão adotando medidas para garantir mais segurança, como estacionar os veículos próximos às bombas.
“Tem motorista que gosta de dormir no fundo do posto, mais escuro, mais sossegado, e é onde os bandidos abordam. Eu prefiro ficar em lugares claros. Observo a quantidade de caminhões, procuro conversar com alguns motoristas”, disse Joel Agnaldo Silvério.
Motorista profissional há 20 anos, Silvério afirmou que já sofreu uma tentativa de assalto, quando dormia em um posto de combustível. O crime só não foi consumado porque colegas perceberam a ação e acionaram a Polícia Militar.
A opinião é compartilhada pelo caminhoneiro Edson Barbosa, que há 25 anos trabalha nas estradas. Apesar de nunca ter sido vítima de roubo ou furto, o motorista disse que tem medo, porque as quadrilhas estão cada vez mais especializadas.
“Todo serviço é perigoso. Você pode trabalhar dentro de uma igreja, dentro de um hospital e estar correndo o mesmo risco. Mas, é uma profissão arriscada. Você vai fazer um seguro de vida, fala que é caminhoneiro e muitas vezes não aprovam”, afirmou.
 

Compartilhe esta notícia

Já sou cadastrado no site


esqueci minha senha

ou

Não tenho cadastro no site


Se você já é sócio do Sincopetro e não tem acesso a área restrita deste site, cadastre sua senha.





Newsletter


cadastre-se para receber nossa newsletter





Sincopetro Vídeos


Preço dos combustíveis baixa nas refinarias e valor não chega ao consumidor | SB