Gasolina sobe pela quarta semana seguida e se aproxima dos R$ 5

08/11/2022

Postos refletem fim dos efeitos da limitação do ICMS e das reduções no preço do combustível anunciadas pela Petrobras

O preço médio da gasolina no Brasil voltou a se aproximar dos R$ 5, de acordo com a nova pesquisa da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgada nesta segunda-feira (7). O litro foi de R$ 4,91, entre os dias 23 e 29 de outubro, para R$ 4,98 entre 30 de outubro e o último sábado (5), alta de 1,43%.
Essa foi a quarta semana seguida de aumento da gasolina, após 15 semanas de queda, interrompidas em meados de outubro, após o fim dos efeitos da limitação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e das reduções anunciadas pela Petrobras.
A gasolina mais barata foi encontrada pela ANP a R$ 4,26 em São Caetano do Sul, região do ABC em São Paulo. O litro mais caro foi registrado a R$ 6,99, em São Luís (MA) e em São Vicente, litoral de São Paulo.
O diesel comum (S500) foi observado no Brasil a uma média de R$ 6,58, entre 30 de outubro e 5 de novembro, contra R$ 6,56 na semana anterior, alta de 0,3%. Já o diesel S-10 subiu de R$ 6,68 para R$ 6,71 nesse período.
O novo boletim da ANP também mostrou um avanço do preço do etanol, de R$ 3,63 para R$ 3,70, aumento de 1,93%. Já o Gás Natural Veicular (GNV), que teve redução de 5% pela Petrobras no último dia 1º, foi de R$ 4,88 para R$ 4,87.
O botijão de 13 quilos do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) permaneceu estável, a R$ 109,86.

 

Pauline Almeidada - CNN

 


Compartilhe esta notícia

Área restrita






Newsletter


cadastre-se para receber nossa newsletter





Sincopetro Vídeos


Sincopetro comenta sobre os bloqueios dos caminhoneiros e o comércio de combustí

Clicando em "Aceito todos do cookies", você concorda com o armazenamento de cookies no seu dispositivo para melhorar a experiência e navegação no site.

Aceito todos do cookies