Após Petrobras aumentar diesel em R$ 0,10 por litro, Bolsonaro acena a caminhoneiros com corte de R$

14/07/2021
Fonte: O Globo
Gabriel Shinohara e Dimitrius Dantas
Presidente diz que vai acabar com a isenção de outro setor para compensar desoneração e calcula que caminhoneiros podem economizar R$ 200 por mês
BRASÍLIA — O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta terça-feira que o governo vai fazer uma nova redução do PIS/Cofins cobrado sobre o diesel para diminuir os gastos dos caminhoneiros com combustível.
No evento que marcou a sanção do projeto de privatização da Eletrobras, Bolsonaro disse que o governo vai acabar com isenção fiscal de outro setor, sem detalhar qual, para possibilidar uma redução de quatro centavos por litro de diesel. Atualmente, segundo ele, a cobrança do tributo federal no diesel é de R$ 0,31 por litro.
A redução de R$ 0,04 por litro é menor que o aumento de R$ 0,10 do último reajuste anunciado pela Petrobras, na semana passada. O preço do combustível nas refinarias subiu de 3,69%, de R$ 2,71 para R$ 2,81 em média por litro. Desde janeiro, o diesel já subiu 39%.
—  Nós pegamos uma isenção, não vou entrar em detalhe, e deixamos de dar essa isenção para tal setor. E o que fizemos com isso aí, nós apontamos para reduzir o PIS/Cofins do diesel que está em 31 centavos. Vamos passar para 27 (centavos) — disse o presidente.
'São quatro centavos', reforçou presidente
O presidente também afirmou que a diminuição ajuda o caminhoneiro.
— Se fizer a conta, são quatro centavos. Em 500 litros de diesel que o caminhoneiro bota em média, deve dar R$ 20. Agora, ele enche o tanque quantas vezes? dez vezes? São R$ 200 que ele economiza.
O presidente disse que está acertando com o Congresso Nacional a votação do projeto de lei do governo que muda a forma de cobrança do ICMS, um tributo estadual. Bolsonaro pediu que os governadores trabalhem para ajudar os caminhoneiros.
— É um exemplo que eu apelo aos excelentíssimos senhores governadores. Sigam o exemplo da gente. No transporte está a alma da nossa economia. Se encarece muito, o preço é sentido nas prateleiras. É uma classe grande dos caminhoneiros que não pararam durante a pandemia — afirmou.
Em março deste ano, o presidente já havia reduzido o PIS/Cofins temporariamente, por dois meses, e elevou os impostos cobrados de bancos até o fim deste ano para compensar a perda de arrecadação.
Naquela ocaisão, a redução por litro foi bem maior: R$ 0,33. Ainda assim, só compensou metade da alta do preço pela Petrobras para acompanhar a cotação internacional do petróleo.

Compartilhe esta notícia

Já sou cadastrado no site


esqueci minha senha

ou

Não tenho cadastro no site


Se você já é sócio do Sincopetro e não tem acesso a área restrita deste site, cadastre sua senha.





Newsletter


cadastre-se para receber nossa newsletter





Sincopetro Vídeos


Patrulha do Consumidor mostra como ocorrem fraudes em postos de combustíveis

Clicando em "Aceito todos do cookies", você concorda com o armazenamento de cookies no seu dispositivo para melhorar a experiência e navegação no site.

Aceito todos do cookies